Olimpíadas

  • Crédito: Divulgação/FIVB

    Kerri Walsh e Brooke Sweat em ação no torneio de Chetumal, semana passada.

Kerri Walsh se aproxima da sexta olimpíada

Em busca de vaga à Tóquio 2020, tricampeã olímpica disputou 20 torneios em 13 meses
Por: Redação - 25/11/2019 09:51:21
697 visualizações

Não há dúvidas que após se aposentar das areias, Kerri Walsh Jennings estará no Hall da Fama do voleibol. A norte-americana esteve nas últimas cinco Olimpíadas - uma com o time feminino dos EUA de voleibol e outras quatro no vôlei de praia, onde conquistou três medalhas de ouro e uma de bronze. Aos 41 anos e ainda sem pensar em pendurar o top, a lenda do esporte está muito perto de garantir vaga no torneio olímpico de Tóquio, no ano que vem.

“Acho que em 2020 vamos buscar a grandeza, um status lendário. O objetivo é manter a consistência alta. Estamos bem fisicamente, as habilidades estão afiadas. Se juntarmos tudo, todas as ferramentas que temos, seremos realmente difíceis de vencer”, projeta Walsh.

No período de classificação olímpica, aberto no segundo semestre de 2018 e que se encerrará no dia 28 de junho de 2020, Kerri Walsh disputou 20 torneios nos últimos 13 meses. Em 19 destes, esteve ao lado da atual parceira, Brooke Sweat. Por ser uma dupla relativamente nova no Circuito Mundial, por várias vezes as norte-americanas precisaram avançar country quotas e qualifyings no tour mundial, principalmente nos torneios quatro e cinco estrelas, que valem mais pontos para o ranking olímpico provisório. Mesmo assim, a maratona de torneios valeu a pena e a dupla fecha 2019 consolidada como o segundo time dos Estados Unidos no ranking, atualmente na 5ª colocação geral, com 6.960 pontos - 320 pontos a mais que Kelly Claes/Sarah Sponcil. Cada país pode classificar duas duplas ao torneio olímpico via ranking olímpico, desde que as duplas figurem entre as 15 primeiras colocadas. Alix Klineman/April Ross estão na segunda colocação do ranking olímpico, com 8.760 pontos, e podem ser consideradas virtualmente classificadas à Tóquio 2020.

“Entrar no período de recesso de competições com clareza é uma benção. Quase não paramos nos últimos dois anos e estou muito orgulhosa de quão longe chegamos, literalmente do fundo do barril até o topo. Não vamos parar por aqui, sabemos muito bem como seguir em frente e onde queremos chegar”, completou.

Após o período de recesso do Circuito Mundial, o próximo grande torneio acontece no fim de março de 2020, na paradisíaca Cancun (México), com o formato de quatro estrelas.

Confira os resultados de Walsh/Sweat na corrida olímpica

Outubro 2018 - quatro estrelas de Las Vegas (EUA) - 17º lugar

Outubro 2018 - três estrelas de Chetumal (México) - 3º lugar

Janeiro 2019 - quatro estrelas de Haia (Holanda) - 9º lugar

Março 2019 - três estrelas de Sydney (Austrália) - 3º lugar

Abril 2019 - quatro estrelas de Xiamen (China) - 9º lugar

Abril 2019 - três estrelas de Kuala Lumpur (Malásia) - 2º lugar

Maio 2019 - quatro estrelas de Itapema (Brasil) - 5º lugar 

Maio 2019 - quatro estrelas de Jinjiang (China) - 1º lugar

Maio 2019 - quatro estrelas de Ostrava (República Tcheca) - 4º lugar

Junho 2019 - Campeonato Mundial de Hamburgo (Alemanha) - 17º lugar

Julho 2019 - cinco estrelas de Gstaad (Suíça) - 5º lugar 

Julho 2019 - quatro estrelas de Espinho (Portugal) - 5º lugar

Julho 2019 - quatro estrelas de Tóquio (Japão) - 5º lugar

Julho 2019 - cinco estrelas de Viena (Áustria) - 17º lugar

Agosto 2019 - quatro estrelas de Moscou (Rússia) - 3º lugar

Setembro 2019 - cinco estrelas de Roma (Itália) - 17º lugar

Outubro 2019 - torneio continental da Norceca de Boca Chica (República Dominicana) - 1º lugar 

Outubro 2019 - três estrelas de Qinzhou (China) - 2º lugar

Novembro 2019 - quatro estrelas de Chetumal (México) - 5º lugar


Gol Linhas Aéreas Nissan
Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade