Circuito Brasileiro

  • Crédito: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

    Mesmo no primeiro torneio do ano, Ágatha e Duda provaram que vêm forte para a temporada olímpica.

Ágatha e Duda faturam Open de Maceió

Representantes do Brasil em Tóquio conquistam primeiro título na temporada olímpica
Por: Redação, com assessoria/CBV - 16/02/2020 16:22:50
773 visualizações

Representantes do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Ágatha e Duda (PR/SE) iniciaram a temporada olímpica no alto do pódio. A parceria conquistou neste domingo (16) o título do Open de Maceió, 5ª etapa do Circuito Brasileiro Open 2019/20. Na grande final, o time olímpico venceu Tainá e Victoria (SE/MS) no set desempate (23/21, 21/23, 15/12), em 1h02 de partida. O bronze ficou com Fernanda Berti/Taiana (RJ/CE), que superou Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) - segundo time olímpico feminino do país.

A próxima etapa da temporada 2019/2020 acontece em Aracaju (SE), de 4 a 8 de março, na Atalaia. Será a penúltima parada do tour nacional, que termina em Arraial do Cabo (RJ), no início de abril. A competição possui os campeões de cada parada, além de um campeão geral, no somatório de pontos das sete etapas realizadas.

A campanha de Ágatha e Duda no primeiro compromisso oficial da dupla em 2020 contou com seis vitórias em seis jogos e apenas dois sets perdidos. Ágatha comentou o bom preparo físico do time, que contou com uma pré-temporada mais extensa, focando nos Jogos.

"A palavra que define esta partida é superação. Todas as duplas que jogaram hoje fizeram três partidas ontem, mas eu e a Duda estamos com uma preparação mais voltada para o meio do ano. Então, vencer esta primeira etapa que disputamos em 2020 tem um sabor muito especial. É o sabor da paciência, pois o corpo muitas vezes não vai responder o que a mente quer. Estamos muito felizes e agora é voltar para casa e descansar um pouco depois de enfrentar esse calor de Maceió", disse a paranaense.

A dupla está distante da briga pelo título geral da temporada por ter jogado apenas duas etapas antes de Maceió. Duda comentou a decisão ‘em família’, já que a mãe Cida Lisboa é treinadora do time Tainá/Victoria.

"A gente sabe que ainda não estamos em nosso melhor no aspecto físico, tático e mental. Mas ganhar esse ouro foi um prêmio pela superação, tivemos paciência, tivemos muita vontade. O time delas também está de parabéns, jogaram muito bem. Sabemos que o caminho é longo, mas vencer essa final em 'família' é extremamente motivador”, declarou.

Foi o sétimo título de etapa do Circuito Brasileiro da dupla, formada em janeiro de 2017. Elas somam 400 pontos no ranking geral e recebem um prêmio de R$ 46 mil pelo ouro. Tainá e Victoria seguem na briga pelo título geral com a prata, já que somam 1.240 pontos após a prata – com descarte do pior resultado. Ana Patrícia e Rebecca lideram com 1.440.

Pouco antes do início da grande decisão, o jogo que valia o bronze foi realizado na quadra externa. E quem levou a melhor foi Taiana e Fernanda Berti (CE/RJ). Elas venceram Ana Patrícia e Rebecca (MG/CE) por 2 sets a 1 (16/21, 25/23 e 15/12). Após o duelo, Taiana comentou sobre como o time se comportou para conseguir reverter o placar adverso.

"A gente já sabe que aqui em Maceió o calor é um adversário a mais. Começamos muito mal no primeiro set, depois entramos na engrenagem do jogo, fomos separando as funções em quadra e a tática emocional. Já era esperado um jogo difícil, pois elas formam um time muito forte. E isso valoriza ainda mais a nossa vitória. A Fernanda jogou muito bem, com um ótimo trabalho lá na frente no bloqueio. Foi uma vitória construída ponto a ponto", disse Taiana.


Gol Linhas Aéreas Nissan
Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade