Circuito Brasileiro

  • Crédito: Reprodução/Instagram

    Duda e Mari durante treinamentos visando o Open de Ribeirão Preto.

"Aprendizado muito grande", diz Mari, sobre parceria com Duda

Atletas olímpicas formam dupla temporária para a disputa do Open de Ribeirão Preto, nesta semana
Por: Redação - 19/11/2019 11:25:27
458 visualizações

Acostumada a brilha na quadra, Mari inicia nesta quarta-feira (20) um novo capítulo em sua trajetória no esporte: disputará seu primeiro torneio de vôlei de praia. A campeã olímpica com a Seleção feminina disputará o Open de Ribeirão Preto, 3ª etapa do Circuito Brasileiro Open, ao lado de Duda, atleta olímpica que representará o Brasil nos Jogos de Tóquio, ano que vem, com Ágatha. 

Como Ágatha será poupada para a etapa nacional, para aprimorar a parte física, surgiu o convite da comissão técnica do time para que Duda disputasse o torneio com Mari, que recentemente anunciou sua mudança da quadra para a areia e que formará dupla com a bicampeã olímpica Paula Pequeno. Experiente, Mari classificou a oportunidade como de grande aprendizado para dar seus primeiros toques na areia.

“Aceitei o convite por ser um aprendizado muito grande. A ideia seria começar a disputar os torneios no meio de 2020, mas conversei com a Paula e minha comissão técnica, achamos que era uma oportunidade para absorver conhecimento, informação. Não vamos chegar em Ribeirão Preto pensando em resultado, sei que estou só no começo do processo, mas estou feliz em poder trocar essa experiência, participar dos treinamentos com a Duda e aprender coisas novas. Ela comanda o treinamento, é muito talentosa e está sendo muito bacana. É uma menina calma, tranquila, mas ao mesmo tempo extremamente interessada, concentrada, com raciocínio rápido. Pedi justamente para que ela ficasse falando bastante, que fosse dando dicas, ajustando meu posicionamento. É tudo diferente. Até mesmo o ataque não é igual. A passada, tempo da bola, tudo muda. Estou trabalhando para me adaptar aos fundamentos”, disse Mari.

Apesar de ter apenas 20 anos, Duda já carrega consigo grande experiência na areia. É a única atleta tricampeã do mundial sub-19, além de ter conquistado também o bicampeonato mundial sub-21 e o vice sub-23. Seu currículo também conta com o título olímpico da juventude e o Circuito Mundial 2018, já ao lado de Ágatha, com quem garantiu vaga olímpica para Tóquio.

“Tento dar algumas dicas, o Marco (Char, técnico do time Ágatha/Duda) também, pois é um esporte totalmente diferente do que ela vivia. Ela precisa realizar todos os movimentos, passe, levantamento, bloqueio, ataque. A área de deslocamento é maior. Fomos conversando sobre qual a marcação ideal no ataque adversário, qual a minha melhor bola, qual melhor bola ela gosta de atacar. Está sendo um desafio muito legal”, afirmou Duda.

Como Mari não possui pontos no ranking de entradas, a dupla disputará o torneio classificatório em Ribeirão Preto na quarta-feira (20), buscando uma das oito vagas à fase de grupos em partidas eliminatórias.


Gol Linhas Aéreas Nissan
Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade