Circuito Mundial

  • Crédito: Divulgação/CBV

    Evandro e Bruno Schmidt fazem sua estreia internacional como dupla.

Os 5 times do Brasil estreiam em Doha

As duplas masculinas brasileiras iniciam, em Doha, a luta pelas vagas em Tóquio 2020
Por: Redação e assessorias/CBV - 12/03/2019 17:17:13

Nesta quarta-feira(13) inicia o torneio 4 estrelas de Katara, em Doha, no Catar e com ele a corrida olímpica brasileira para a escolha dos times que representarão o país nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. O Brasil conta com os seus cinco melhores times no torneio, que tem somente a disputa do torneio masculino.

Veja quais são os times brasileiros nos torneios e os grupos que cairam:

Ricardo e Álvaro estão no grupo H, e estreiam contra os compatriotas Evandro e Bruno Schmidt. O duelo acontece na madrugada desta quarta-feira, às 4h (de Brasília). Completam o grupo os italianos Nicolai/Lupo e os suíços Beeler/Krattiger.

Pedro Solberg e Vitor Felipe estão no grupo G, fazendo a estreia contra os suíços Adrian Heidrich e Gerson também às 4h desta quarta. Os holandeses medalhistas olímpicos Brouwer Meeuwsen e os turcos Giginoglu/Gogtepe completam a chave.

Alison e André Stein ficaram na chave D e abrem a participação enfrentando os austríacos Robin Seidl e Philipp Waller, às 6h desta quarta-feira. Os espanhóis Herrera/Gavira e os chineses Peng Gao e Yang Li completam o grupo.

Guto e Saymon disputam uma vaga às oitavas de final no grupo C, onde a estreia será contra os norte-americanos Tri Bourne e Trevor Crabb, às 7h. A chave é completa com os letões Samoilvs/Smedins e com os estonianos Kusti Nolvak e Mart Tiisaar.

A fase de grupos em Doha terá oito grupos com quatro duplas cada, jogando entre si. Os primeiros colocados avançam direto às oitavas de final (Round 2), enquanto segundos e terceiros disputam uma rodada extra, a repescagem (Round 1), e a partir desta fase, os jogos seguem no formato de eliminatória direta, com oitavas, quartas, semifinais e finais.

As duplas campeãs em Doha recebem 800 pontos no ranking do Circuito Mundial e uma premiação de cerca de R$ 75 mil. A etapa será a abertura da corrida olímpica brasileira no masculino. No feminino, a abertura ocorre na etapa de Xiamen, na China, de 24 a 28 de abril.

Doha é a segunda de dez etapas do nível quatro estrelas programadas para o Circuito Mundial em 2019. Estão agendadas ainda outras duas etapas cinco estrelas e o Campeonato Mundial para este ano. A corrida olímpica, porém, segue até fevereiro de 2020.

Na corrida olímpica do Brasil, apenas os eventos de quatro e cinco estrelas, além do Campeonato Mundial, são contabilizados, cada um com peso correspondente. Além disso, os times terão uma média dos 10 melhores resultados, podendo descartar as piores participações. Ao final da corrida olímpica brasileira, as duas duplas com maior pontuação em cada gênero estarão classificadas para os Jogos de Tóquio.

A corrida olímpica interna das duplas brasileiras acontece em paralelo à disputa da vaga do país, que segue as regras da Federação Internacional de Voleibol (FIVB). Cada nação pode ser representada por, no máximo, duas duplas em cada gênero.

Os países possuem quatro maneiras de garantir a vaga: vencendo o Campeonato Mundial 2019; sendo finalistas do Classificatório Olímpico, que será disputado na China, também em 2019; estando entre as 15 melhores duplas do ranking olímpico internacional; vencendo uma das edições da Continental Cup (América do Norte, América do Sul, África, Ásia e Europa). O Japão, sede, tem uma dupla em cada naipe já garantida.


Gol Linhas Aéreas Nissan
Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade